Um Ministério de Amor

"A SEGURANÇA ESTA NO NOME DE JESUS, PUBLICAI QUE NELE A SALVAÇÃO"

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Conselho de Psicologia volta a ordenar que Marisa Lobo apague todas...

"CRUZADA EM DEFESA DO EVANGELHO DE JESUS"

Conselho de Psicologia volta a ordenar que Marisa Lobo apague todas as referências de que é cristã; Processo de cassação é reaberto

Conselho de Psicologia volta a ordenar que Marisa Lobo apague todas as referências de que é cristã; Processo de cassação é reabertoO Conselho Federal de Psicologia (CFP) voltou a movimentar o processo administrativo contra a psicóloga Marisa Lobo em que cobra a retirada das menções à religião que a psicóloga mantém em suas redes sociais. A notificação foi enviada pelo Conselho no último dia 22/02.
O conflito entre Marisa Lobo e o CFP por causa da afirmação pública de fé por parte da psicóloga é antigo e vem se estendendo desde 2011. Agora, foram acrescentadas acusações de homofobia e racismo.
Num desabafo em vídeo publicado no Youtube, Marisa Lobo afirma que o CFP estaria agindo a partir de convicções ideológicas e políticas: “Vocês prostituíram a ética e a ciência da psicologia, trasformaram o conselho de psicologia em partido político ideológico Vocês não são deuses”.
Ao reforçar que irá processar o CFP na justiça comum por supostamente ter aceito denúncias de racismo e homofobia contra ela sem averiguar as acusações, e incluir essas acusações na ação administrativo em curso, Marisa Lobo voltou a dizer que a intenção do Conselho é usá-la como um meio para um objetivo maior.
“Vocês precisam da cabeça de alguém pra oferecer numa bandeja. Vocês precisam de alguém e me transformaram num bode expiatório porque vocês não vão conseguir cassar o Silas Malafaia”, disse a psicóloga.
Marisa Lobo apresenta no vídeo parte do conteúdo de algumas denúncias feitas contra ela, e afirma contundentemente que o CFP jamais poderá provar as acusações de homofobia, racismo ou de que exista algum caso de consultório onde induziu convicções religiosa ou orientações sexuais a pacientes. Ela ressalta também que boa parte do conteúdo usado no processo é produzido por perfis falsos, que provavelmente seriam usados para não incriminar os autores das denúncias.
A psicóloga ressalta ainda que a seu ver, existe uma mobilização para transformar cristãos em homofóbicos aos olhos da sociedade: “O Brasil não é homofóbico, não vamos aceitar esse rótulo, e vocês [CFP] não podem fazer isso comigo”.
Confira abaixo, a íntegra do pronunciamento de Marisa Lobo sobre o novo processo instaurado pelo CFP contra ela:
Parte 1,2,3,4

 

O Gospel+ procurou o Conselho Federal de Psicologia para comentar as acusações contra a psicóloga Marisa Lobo, mas até o fechamento desta notícia o CFP não havia respondido ao nosso contato. Caso haja uma resposta iremos atualizar esta publicação com a posição da entidade.
Segundo informações apuradas pelo Gospel+, um grupo de centenas de manifestantes está preparando um protesto pacífico em frente ao Conselho Regional de Psicologia do Paraná. Segundo os protestantes a manifestação será em favor da liberdade religiosa e de Marisa Lobo.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

sábado, 25 de agosto de 2012

Adolescente cristã é presa na Tanzânia por não negar a sua fé

"CRUZADA EM DEFESA DO EVANGELHO DE JESUS"


Uma garota de 17 anos foi condenada A dois anos de prisão na Tanzânia, acusada de profanar o livro sagrado islâmico, o Alcorão. A adolescente Eva Abdullah se converteu ao cristianismo, o que a fez ser deserdada por seus pais levou um grupo de radicais a tentar persuadi-la a renunciar sua fé.
De acordo com o ministério Portas Abertas, Em 26 de julho desse ano, a jovem foi condenada à reclusão por um juiz que teria sido subornado por militantes islâmicos e, por ter se recusado a negar sua fé, foi falsamente acusada de ter pecado contra o Alcorão.
O Portas Abertas explica ainda que muitos líderes cristãos da região de Bagamoyo, sua cidade natal, têm medo de defendê-la por medo de sofrer retaliações dos moradores do distrito, de maioria muçulmana.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Olhar Cristão: Acordão do TCU sobre prejuízo do Kit Gay aos cof...

Olhar Cristão: Acordão do TCU sobre prejuízo do Kit Gay aos cof...: . Por João Cruzué Em primeira mão , estou disponibilizando o resultado de minha pesquisa sobre a representação aceita pelo TCU - T...

"CRUZADA EM DEFESA DO EVANGELHO DE JESUS"

sábado, 18 de agosto de 2012

Primeiro casamento gay de SP é realizado em Itaquera

"CRUZADA EM DEFESA DO EVANGELHO DE JESUS"


Primeiro casamento gay de SP é realizado em Itaquera
"Mário Domingos Grego e Gledson Perrone Cordeiro estão juntos desde 2002"
O primeiro casamento civil gay da cidade de São Paulo aconteceu às 11h45 desse sábado, 18, no Cartório de Itaquera, na zona leste da capital paulista. Os noivos, o professor, agora chamado Mário Perrone Grego, de 46 anos, e o técnico em enfermagem, Gledson Perrone Grego, de 32 anos, estão juntos desde 2002 e viviam em união estável. Com base em um acórdão publicado no Diário de Justiça de 6 de julho de 2012, que autoriza o casamento civil de pessoas do mesmo sexo na cidade de São Paulo, o casal decidiu oficializar a união.
Usando camisetas com fotos de ambos, Mário e Gledson se emocionaram durante o casamento. "É muito lindo você lutar e conseguir", afirmou Mário, que chorou muito. "Foi uma emoção só, foi a conquista de um direito que estávamos tentando há anos", completou. Gledson afirmou que a união o fazia se sentir "mais igual aos outros cidadãos".
A cerimônia foi realizada pela juíza Janete Berto Pereira, que afirmou nunca ter casado pessoas de mesmo sexo durante 25 anos de profissão.
Cerca de 25 pessoas, entre familiares de Mário e amigos do casal, acompanharam a cerimônia em Itaquera. A família de Gledson não compareceu, porque ainda não apoia a união.
Anteriormente chamados Mário Domingos Grego e Gledson Perrone Cordeiro, os noivos optaram por casar no bairro onde moram para incentivar o casamento de outros homossexuais que vivem na periferia. Eles já possuem juntos uma casa em Itaquera.
Para Gledson, o casamento civil é mais legítimo que a união estável, pois a Justiça passa a considerá-los um casal, com todos os direitos trabalhistas e previdenciários, e também fica pressuposto o laço de afeto que existe entre os dois. Mário enumerou alguns dos direitos conquistados pelo casal: "Temos direito a herança de bens, união na declaração de imposto de renda e também as questões relacionadas a previdência ficam mais fáceis", conta. No caso de Gledson e Mário, o casamento foi feito por comunhão parcial de bens.
O casal, que já luta pelos seus direitos há muitos anos, tinha conquistado, antes mesmo do casamento, o título de dependente para Gledson, o que deu a ele o direito de compartilhar o plano de saúde de Mário. Hoje, eles se dedicam à militância no movimento social em defesa da população LGBT. Mário participa, principalmente, em questões educacionais e Gledson, na área da saúde. O casal faz parte da ONG Frente Paulista Contra a Homofobia.
Para comemorar a união legitimada, o casal oferecerá um almoço em casa, além de um jantar em uma pizzaria, para amigos e familiares. "Talvez role uma baladinha à noite para fechar", diz Mário, realizado pela conquista.

Fonte: Estadão

Casamentos ilícitos

Levíticos: 18 
22, Não te deitarás com varão, como se fosse mulher, é abominação.
Deuteronômio: 22
5, Não haverá traje de homem em mulher, e não vestirá o homem vestido de mulher, porque qualquer que faz isto, é abominação ao Senhor teu Deus.
Matheus: 24
15, Quando, pois, virdes estar no santo a abominação de desolação, predita pelo profeta Daniel (quem lê, entenda).
Apocalipse: 21
27, E não entrará nela coisa alguma impura, nem o que pratica abominação ou mentira, mas somente os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.


sexta-feira, 27 de julho de 2012

Tenho muita gente nesta cidade

"CRUZADA EM DEFESA DO EVANGELHO DE JESUS"
Porque eu sou contigo, e ninguém lançará mão de ti para te fazer mal, pois tenho muito povo nesta cidade.(Atos 18:10).
Após ter pregado em Atenas, Paulo foi para Corinto, onde deu testemunho por mais de um ano. O apóstolo sofreu muita oposição dos judeus da sinagoga, mas permaneceu pregando, depois da mensagem recebida do Senhor: “Estou com você e ninguém vai lhe fazer mal ou feri-lo, porque tenho muita gente nesta cidade.”
Deve ter havido uma razão para a mensagem confortadora enviada a Paulo pelo Senhor. Ela foi parecida com a afirmação do Senhor feita para Elias – “ainda há sete mil… cujos joelhos não se inclinaram diante de Baal”. Todos nós, como aconteceu com Elias e Paulo, temos lá os nossos momentos de cansaço ou de desânimo.
E, não raramente, cremos que nossas forças se foram e o nosso trabalho perdeu seu significado.
Ao dizer a Paulo “tenho muita gente nesta cidade” o Senhor pode ter tido pelo menos duas intenções. A primeira: “Eu, o Senhor, providenciei mais intercessores pelo seu trabalho do que você pensa”. A segunda: “Eu, o Senhor, ainda tenho muita gente que precisa ouvir a sua pregação”. De qualquer maneira, obviamente o Senhor pretende nos dizer: “quem cuida do processo do Reino sou Eu, o Senhor do Reino”. Isto é importante. Quando em fadiga ou em dúvida, é sempre bom aceitar a realidade divina de que “tenho muita gente nesta cidade”.
Pr. Olavo Feijó

terça-feira, 29 de maio de 2012

Em resposta a desafio do pastor Silas Malafaia,...

"CRUZADA EM DEFESA DO EVANGELHO DE JESUS"


Em resposta a desafio do pastor Silas Malafaia, blogueiro afirma que “as mesmas heresias que apontou em outros, hoje são apontadas nele”. Leia na íntegra


Confira abaixo a íntegra do artigo publicado no Genizah:

Fiquei sabendo do desafio do Pr. Silas Malafaia pela Internet, já que raramente assisto a seus programas. No início pensei se tratar de um desafio pra valer, mas estava enganado. O desafio é apenas teatro. Incomodado com as criticas feitas aos rumos do seu ministério, especialmente a acusação de ter aderido a Teologia da Prosperidade, o assembleiano gravou uma mensagem sobre o tema, e desafia seus críticos a lhe mostrar onde estão, afinal, os erros teológicos pelos quais é acusado.
A teatralidade é evidente. Que desafio existe em “montar” uma pregação para responder sobre práticas que ele tem levado a cabo ao longo dos últimos anos? Imagine, por exemplo, um acusado por estrupo desafiar um juiz que o coloque diante da mulher mais bonita do mundo, garantindo que irá se comportar. Sim, pode se comportar, mas isso não responde nada a respeito de sua conduta até ali. O desafio de Malafaia não passa disso.
Não estou dizendo que não gosto da ideia de tal debate. Estou dizendo que é um desafio covarde, falso, um palco montado. Mesmo assim é algo fantástico, e duvido que Malafaia consiga sair ileso do episódio. Terá de responder, primeiro, sobre sua covardia. E, se pudesse lhe dar um conselho, pediria que abrisse as portas de seu estúdio para uns dois ou três vagabundos – ops! -, quero dizer, blogueiros. Aí sim começaria fazendo o certo, liderando um verdadeiro desafio teológico. Seja como for, sua mensagem pré-fabricada não vai apagar as heresias que ele vem divulgando nos últimos anos; o desafio é uma tragédia anunciada.
O que Silas tem na cabeça? Foi a primeira pergunta que me ocorreu ao ler sobre o desafio no Genizah. Talvez seja megalomania. Ele parece ter encarnado a imagem de profeta de Deus para o Brasil. Do seu pedestal não aceita correção. Ele sempre foi – e já o admirei muito por isso – uma poderosa voz apologética para a Igreja Brasileia. Silas não pode perder esse status, afinal, foi um dos pilares sobre os quais edificou seu ministério. Por outro lado, manter certa megalomania exige uma injeção de recursos quase desesperadora…
Hoje o Pr. Silas é feito de alvo, assim como fez outros de alvo no passado. As mesmas heresias que apontou em outros, hoje são apontadas nele. Ele já caçou muita heresia. Virou caça. Mas lhe é difícil engolir tal ironia. E pode até ser que ele realmente se sinta injustiçado. Talvez seja o caso de estar imaginando que encontrou um meio termo entre a Teologia da Prosperidade e o Evangelho de Cristo. Neste caso, é um iludido que ilude outros. E isso não muda o fato de que a heresia fez morada em seu coração.
Temos um longo prazo de espera determinado pelo assembleiano até que seu [suposto] desafio vá ao ar em rede nacional. Até lá poderemos tentar desvendar a mente do homem, em doses homeopáticas. Ainda temos muito a investigar. Por hora, termino achando que Malafaia está com a síndrome do “megalomaníaco ferido”, e deseja recuperar o espaço que bloqueiros sem grana nem botox lhe roubaram.

                                    
Observação do autor:
Marcelo Lemos ressalta que mesmo que Malafaia grave uma mensagem com coerência, será difícil ignorar o histórico de atitudes dele: “A teatralidade é evidente. Que desafio existe em ‘montar’ uma pregação para responder sobre práticas que ele tem levado a cabo ao longo dos últimos anos? Imagine, por exemplo, um acusado por estrupo desafiar um juiz que o coloque diante da mulher mais bonita do mundo, garantindo que irá se comportar. Sim, pode se comportar, mas isso não responde nada a respeito de sua conduta até ali”.
Mais detalhes veja tudo no link abaixo:     

quinta-feira, 28 de julho de 2011

55% dos brasileiros são contra união estável entre homossexuais, diz pesquisa do Ibope

"CRUZADA EM DEFESA DO EVANGELHO DE JESUS"

55% dos brasileiros são contra união estável entre homossexuais, diz pesquisa do Ibope
Posted: 28 Jul 2011 10:04 AM PDT

55% dos brasileiros são contra união estável entre homossexuais, diz pesquisa do Ibope



O Ibope divulgou nesta quinta-feira uma pesquisa em que revela que 55% dos brasileiros se declararam contra a união estável entre pessoas do mesmo sexo. 

Com isso, a maioria se demonstrou contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em maio deste ano, reconheceu por unanimidade a união civil entre homossexuais.

Entre os homens, 63% disseram ser contra a decisão do STF. Já entre as mulheres, esse percentual é de 48%. Entre os jovens de 16 a 24 anos, 60% são favoráveis à união estável entre homossexuais e, entre os maiores de 50 anos, 73% se disseram contrários.

A pesquisa também fez perguntas sobre a opinião dos entrevistados com relação à adoção de crianças por casais homossexuais: 55% se declaram contrários

Entre os homens, 62% disseram não concordar que casais do mesmo sexo adotem uma criança.
A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre os dias 14 e 18 de julho.

Fonte: Yahoo noticias